janeiro 27, 2007

MARGINAIS DESTE MUNDO, UNI-VOS!


imagem de marca pelo amigo Ilídio J.B. Vasco, a partir de uma expressão visual por Frederico Fonseca

53 comentários:

partido surrealista situacionista libertario disse...

viva a revolução surrealista mundial!

Paula Raposo disse...

Gostei!

Partilhas disse...

serei visita.

Ilona Bastos disse...

Excelente! Tudo: o design, os textos, as fotografias, o som de fundo, o rigor que subjaz às escolhas e conjugações! Parabéns!Conto voltar...

ART&TAL disse...

agradeço

very goooooooooooooooooood!

Movimento Pela Net Mais Barata disse...

Respondemos ao chamamento e cá estamos em luta por todas as causas, por TUA causa! Junta-te a nós!

delusions disse...

Viva!

Mesnitu disse...

Por tudo o que li , talvez agora vejas todos os angulos... Vala Comum ! Nem Mais Nem Menos , só Vala Comum !

Noa disse...

Vamos a isso!
:O)

Conceição Bernardino disse...

Olá,
“A paciência tem mais poder do que a força”. Não meça um ser humano pelo seu poder político e financeiro. Meça-o pela grandeza dos seus sonhos e pela paciência em os executar.
Frase de Plutarco,


ConceiçãoB
Uma boa semana
http://amanhecer-palavrasousadas.blogspot.com

Debaixo do Bulcão disse...

É só para dizer que já estão linkados em

debaixodobulcao.blogspot.com

Só isso.

Até à próxima!

delusions disse...

Só para dizer que tenho apreciado as actualizações do Margem.

União.

Bom fim-de-semana*

Delfim Peixoto disse...

Olá amigas(os)!
Vim de repente pisar neste espaço que espero visitar mais assiduamente! Irei "linka" o vosso lugar, mas tenho de , antes de mais nada vos dar os parabéns pelo blog!
Espero também a vossa visita!

Delfim Peixoto disse...

Ah, se quiserem uma musiquinha, lssso ajudar! Acho que ficaria melhor.. basta dizer a vossa preferência musical, ok?
Jnhs e/ou abraços

Paralaxe disse...

Este Blog está listado no

Directório Paralaxe

pragana disse...

LOGO que o vi, gostei.
Uma pedrada estilhaçando vidros, descentrando charcos.

daniel sant'iago disse...

Senti-me muito bem... por aqui!
Voltarei!
Tudo me parece tão... perto!
Lincados...
São "outros brincos"!

©õllyß®y disse...

Recebi um mail Vosso, gostei de conhecer esta bela arte com paravras poeticas...

Meu doce beijo e meu rastoooo

art&tal disse...

recebi o convite e nao p+ercebi

agora já sei o que é claruuuuuuuuu

quem vamos aborrecer pra proxima?

RB disse...

Mas afinal o que é ser marginal? E se os marginais se unirem continuarão a ser marginais? Imaginem que os marginais se unem e formam uma maioria, deixarão de ser marginais... Ou pode existir uma maioria marginal, onde todos se sentem à margem mas estão unidos no centro de uma ideia que é estar à margem?

Marginal disse...

"pode existir uma maioria marginal, onde todos se sentem à margem mas estão unidos no centro de uma ideia que é estar à margem"

Acrescente-se:
Ir com esta merda para a frente

porque somos uns desgraçadinhos e é a única coisa que sabemos fazer. Acreditamos que nisto (mas só nisto) somos muito bons. Conhecer marginais de outros meios artísticos que se possam adaptar aos nossos propósitos
de modo a devolver a este país a loucura saudável pela qual sempre foi reconhecido. Depois de conseguido este feito podemos morrer em paz. Na miséria

se for preciso.

linfoma_a-escrota disse...

grupo de expressão artistica mt bem tb keremos!!!! somos artistas-totais, vocês têm espaço pa fazer kualker coisa? até uma garagem serve, informem-nos se kiserem colaborar, something subversive, something surreal, tipo alejandro jodorowsky

motoconademarte@hotmail.com


WWW.MOTORATASDEMARTE.BLOGSPOT.COM

www.videodroma.blogspot.com

salvé

RB disse...

Caro Marginal,

penso que a sua proposta para o dicionário de língua portuguesa tem todo o sentido

Mortisa disse...

Acho bem que se lute, pela constante mutação da Arte.

Viva a Revolução!!!!

:P

Isabel disse...

Marginal é estar na margem desenhando pontes.

Uma ponte para aqui, desenhada e em construção... que se quer continua.

Isabel

Pedro Duarte disse...

Os verdadeiros marginais não se conseguem juntar.

Marginal disse...

Ainda bem que alguém compreendeu o nosso lema. Obrigado Pedro.

Marginal disse...

Pelos vistos os proletários também não!

Menina_marota disse...

Cada um sente-se marginal dentro dos seus próprios valores...e ideais.

Gosto de aqui estar, mesmo que por vezes, em silêncio. (gosto de silêncios...)

Um abraço ;))

Igor Lobão disse...

Será que hoje o espírito revolucinário se consagra à mera sublimação artística?

É esse o máximo de liberdade pemitida? Marginalidade para os artistas, mas somente na medida em que a sua marginalidade em nada afecta o andamento da opressão capitalista, nomeadamente, naquilo em que a opressão capitalista sustenta um ideal de estética marginal?

Como diferenciar então os verdadeiros marginais daqueles daqueles que pactuam, que se conformam com o lugar de marginalidade introduzida por um sistema? Como esperar que os verdadeiros marginais se unam, quando essa união é, ela própria, instauradora de um novo lugar de marginalidade, o lugar daqueles que não pactuam a essa união... o lugar de qualquer verdadeiro marginais?

Então, que estranho lugar é esse, o da marginalidade, sendo que, seguramente, algo que não existe são os marginais da marginalidade?

Igor

Marginal disse...

Todos nós sabemos que não há união possível entre as margens de um rio. É demasiado óbvio. No meu caso, a partir da poesia e da procura constante da palavra perfeita aprendi que nem sempre temos de dar tudo ao leitor. É quando isso não acontece que se obtém fruição na leitura.

Um lema tão paradoxal quanto o nosso ganhará sempre mais força com a imagem que o acompanha. Nada foi feito ao acaso. Se reparar, as linhas feitas a partir de vidro partido convergem (ou divergem) num centro, cujo núcleo nunca se une. Cada linha será marginal, no sentido em que as coisas não podem ser vistas como parte de um sistema, quanto muito passam em seu redor, contornando, nunca estagnando. Repare: é assim com os átomos. É assim com as moléculas. Agregações nas margens de um rio que flui, sempre. É verdade que todo o rio tem uma fonte mas, desta para trás, somente pedra.

RB disse...

OK. Já percebemos que a ideia foi marginal e marginalmente pensada e que o pormenor das linhas do vidro também dá uma dimensão pictórica à coisa. Agora só faço um apelo:"Ir com esta merda para a frente", isto é, criar mais coisas e mais marginalidades. Mas sabe, eu acho inverosímil o conceito de marginal, só porque existem palavras que, parece impossível ou oxímoro mas não é, que muitas vezes juntam as margens.

Marginal disse...

True, true. Duas artes tão diferentes como a fotografia e a escrita são como duas margens diametralmente opostas que, nonetheless, neste espaço (con)fluem em harmonia (nem sempre). RB(Z?): Não se mata um espaço pelo nome com que se apresenta. Todos nós, quer queiramos, quer não, formamos algo coeso por cada acrescentar de palavra. Nem sempre audível ("palavras leva-as o vento" (?).
Meçam-se atitudes. À pesca na margem ou levados pela corrente.

RB disse...

RB (Z?). Não percebi o Z...

Marginal disse...

Nós também não percebemos o RB...

RB disse...

Nem eu percebo o RB

Bru disse...

vim atraiu-me o título...

de resto gostei da intensidade aqui.


bru

Sarracenia purpurea disse...

O novo logo está demais! Muito bem,
beijinho

EU.CÁ.VOO.CAMINHANDO disse...

Vejo que por aqui:
Há VIDA!

Ainda
Bem.

EMALMADA disse...

A CENSURA na comunicação social existe, está aí. Por isso...
Para lá de uma certa Almada virtual na televisão e nos encartes de jornais, há quadros, cenas e imagens de uma Almada real escondida e esquecida que os almadenses não gostam de ver.
http://emalmada.blogspot.com

Debaixo do Bulcão disse...

Ah, pois, é verdade!
Em Almada vivemos um inferno!
É, sem sombra de dúvidas, o pior município do país!
Argh!


António Vitorino
vitorinices.blogspot.com

RMoulin disse...

SEM MARGEM NAO EXISTE CONSISTENCIA.....E NA MARGEM ESTAMOS MAIS PROXIMOS DA FUGA PARA A LIBERDADE (FUGINDO A MODAS E MODISMOS MERDOSOS)...CONVINHAMOS QUE O ESQUELETO ESTA VERDADEIRAMENTE NO EXTERIOR!!!
APOIADO

iminente disse...

esse rmoulin em cima e uma farsa!!!

SEM MARGEM NAO EXISTE CONSISTENCIA.....E NA MARGEM ESTAMOS MAIS PROXIMOS DA FUGA PARA A LIBERDADE (FUGINDO A MODAS E MODISMOS MERDOSOS)...CONVINHAMOS QUE O ESQUELETO ESTA VERDADEIRAMENTE NO EXTERIOR!!!

let the revolution begin..!!

iminente disse...

AGORA SIM ESTA CORRECTO!!!

Inês Ramos disse...

Força, rapaziada!
Até ao próximo evento marginal!
Um abraço.

M.R. disse...

Continua�o de um �ptimo trabalho.

Maria Rocha

***

Toze disse...

E agora que cá estou, que mais vamos fazer ?

Estou de mangas arregaçadas, força !

Tiago Nené disse...

Ola Mario! colega do blogue das artes:) td bem?

posso chatear um bocadinho? é possivel fazeres divulgaçao nos teus blogues da apresentaçao do meu livro este sabado na fnac do algarve shopping?

a info ta na minha pagina, esta la o cartaz:

www.tiagonene.pt.vu

obrigado, colega! és um anjo! e claro.. aparece!

Tiago

david santos disse...

Passei para desejar-lhe um bom final de 2007 e um bom ano de 2008.

Aproveito para LHE pedir que participe na blogagem colectiva que se está a realizar hoje, dia 17, em prol da menina Flávia

http://flaviavivendoemcoma.blogspot.com/

Anónimo disse...

Obrigado, caríssimos, pela simpática menção.

Abraço

Anónimo disse...

Gostei do manifesto da "loucura saudável" vou passando por aqui para ver a evolução dos sintomas. Espero que consigam atingir os objectivos:)
um bji.
Anafonso

CresceNet disse...

Hello. This post is likeable, and your blog is very interesting, congratulations :-). I will add in my blogroll =). If possible gives a last there on my site, it is about the CresceNet, I hope you enjoy. The address is http://www.provedorcrescenet.com . A hug.

linfoma_a-escrota disse...

um movimento está para nascer...

como a morte de dada cresceu XÈXÈ!!
novidades em breve...